SOCIALIZAÇÃO E RESSOCIALIZAÇÃO - PROGRAMA DA CONFEDERAÇÃO DO ELO SOCIAL E SOCIAL CARCERÁRIA


A Confederação Elo Social Brasil - CESB, instituição fundada em 1990, através do "Movimento Passando o Brasil a Limpo" não possui como meta somente a implantação do projeto “Lixo Zero, Social 10”, mas entre tantos outros a serem trabalhados, destaco hoje no conteúdo desta matéria o trabalho de Socialização e Ressocialização do Programa Social Carcerária.


É fato que estamos vivendo dias violentos em nosso país. A violência beira a um estado doentio da população. Para nos sentirmos seguros temos que nos abster do direito à liberdade de transitarmos tranquilamente em certos lugares da cidade. Esta violência desmedida tem invadido os nosso lares, não só na condição de assaltos realizados por pessoas estranhas, bem como pela violência doméstica que tristemente transforma em réus quem de fato deveria nos proteger, acentuando ainda mais a sensação de insegurança e desproteção.


Nesta progressão da vida delitiva de certos cidadãos brasileiros, o cenário da política carcerária também não nos proporciona visualizar a justiça como de fato é idealizada pela nossa Constituição. Se, por um lado, o artigo 5º, XLIX, da Constituição Federal, assegura aos presos o respeito à integridade física e moral, por outro, as precárias condições carcerárias das unidades prisionais do Estado, decorrente da superlotação e do falido sistema carcerário brasileiro, nos mostra uma realidade inversa.


Ninguém está seguro! Que fique bem claro que o objetivo primordial do Elo Social não é atuar na defesa de “criminoso”, muito pelo contrário, a Confederação tem plena consciência que devem ser encarcerados e obrigados a cumprir a pena que lhes foi imposta pelo Estado, no entanto, continuam sendo cidadãos brasileiros com obrigações e também com direitos.


https://www.socialdocidadao.org.br/copia-educacao


E Constitucionalmente ainda são.

No Brasil, o tão sonhado caráter ressocializador listado no Art. 10 da Lei de Execução Penal – LEP

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L7210.htm,


está muito distante de ser cumprido se esperarmos que aconteça pelas vias dos dirigentes dos presídios. As casas de detenções são arcaicas, estão longe de atender aos pré-requisitos da pena de prisão estipulada pelos cientistas jurídicos e sociais, que é o de patrocinar uma ressocialização do preso, o que significa trazer novamente à sociedade o indivíduo, integrar aquele afastado do convívio normal por ter praticado uma ação acintosa, reprovável pela sociedade.


Com isso, enquanto Confederação, totalmente voltada para o social, não é nossa intenção findar esse assunto tão complexo defendendo este ou aquele lado, mas certamente demonstrar que seremos capazes de alcançar êxito para a solução deste problema, pois, é acreditando numa possível ressocialização, que a CESB possui projetos com objetivos claros a respeito desta minoria.


Elo Social Carcerária.


Além de dar apoio sócio cultural para seus familiares através de nosso programa de cursos vivenciais que atende a egressos por meio de nosso projeto denominado Começar de Novo Elo Social, que assiste aos parentes em dia de visita, evitando a humilhação que os mesmos tem se submetido para visitar seus entes queridos, conta ainda com projetos como o Bola Elo Social, Ética no Cárcere, Luz do Saber Ler e Escrever (alfabetização de adultos) entre outros.


O objetivo é sem sombra de dúvidas dar condições a todos os familiares de encarcerados, sem a necessidade da contratação de um advogado a pleitearem todo e qualquer tipo de benefício permitido em lei, que sejam auxiliados pelos nossos Agentes Sociais tirando dúvidas e orientando por intermédio de nosso portal da internet www.socialcarceraria.org.br.


Muito importante neste processo é que muitos não querem apenas lutar pela liberdade de seus entes queridos, querem também que eles saiam de lá pessoas melhores do que quando ingressaram no sistema carcerário. E isto todos nós sabemos, como dito acima, ser uma tarefa muito difícil já que o sistema brasileiro de encarceramento vem se demonstrando por demais ineficiente, obtendo pouco êxito na melhoria dos apenados, fato que pode ser constatado pelos altíssimos índices de reincidência.


Desta forma muitos familiares preferem se associar a nossa instituição e assim passam a ter um tratamento de ressocialização individualizado e diferenciado através do qual atuamos tecnicamente e religiosamente (vide projeto na integra ) www.socialcarceraria.org.br.


A Confederação também desenvolve junto à sociedade importante trabalho voltado aos jovens, intitulado:


Programa Referencial Ponto de Equilíbrio Comissão de Educação e Socialização CESB – Confederação do Elo Social Brasil.


O objetivo é ver aflorar nos adolescentes de 14 (quatorze) anos a 18 (dezoito) anos seus conhecimentos como cidadãos de direitos inseridos numa sociedade de regras necessárias para uma convivência pacífica, e ainda alcança-los na sua estruturação e no seu desenvolvimento na eminencia de envolvê-los socialmente, isto é, socializá-los, através da participação em Seminários de Cidadania e Combate à Criminalidade, Curso de Etiqueta e Comportamentos, Palestras de Combate ao Uso de Drogas bem como de Estética Corporal com ênfase em Nutrição, todos estes desenvolvidos especialmente para faixa etária referendada e ministrados por profissionais da área de forma prática, compactada, com metodologia envolvente, agradável e objetiva.


Segundo o Sr. Vagner Aparecido Pinheiro – Diretor Presidente do Elo Social Carcerária, este é um dos objetivos principais junto à população jovem. Em entrevista concedida a esta federação apontou que “é preciso SOCIALIZAR para não necessitar RESSOCIALIZAR”, porém, no patamar em que a sociedade se encontra ainda necessitamos investir na ressocialização.


Contudo, segundo ele, “não se pode esperar somente dos governantes, é preciso dar nossa contribuição”. É sábio trabalhar com a promoção do bem estar da população, tais atitudes podem evitar um futuro penoso dentro da carceragem dessocializante”.


Referencia: https://www.socialdocidadao.org.br/copia-educacao

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L7210.htm

www.elosocial.org.br


Redação: Cleiri Maria S. Sousa OMS: 8852 – Regional Várzea Grande/MT

Revisão: Ivete Klein Diretora Presidente FES/MT.


Edição: Ocimar da Silva – Diretor responsável Webpr - Presidente Elo Social Paraná

57 visualizações1 comentário

Diretoria de Implantação de Projeto:

Rua Cecília Bonilha nº 145, São Paulo - Capital - (Sede Própria) Telefone: +55 (11) 3991-9919 Todos os Direitos Reservados​ © 2018

"Movimento Passando o Brasil a Limpo"